Primeiro passo

O primeiro passo ao acessar o Made4flow é monitorar todas as suas interfaces com tráfego, pois somente assim o tráfego delas será contabilizado e ela estará pronta para análise.

Para isso, basta ir até a barra de opções, no canto esquerdo e selecionar a opção Roteadores:

Dentro de roteadores, selecione o lápis de edição no Roteador cadastrado, para verificar as interfaces carregadas nele:

Para finalizar, basta ir até a parte de baixo da tela e deixar as interfaces como ON:

Feito isso as interfaces estarão sendo monitoradas, fazendo com que seja gerado tráfego nos gráficos.



Segundo passo

O segundo passo seria classificar as interfaces monitoradas de acordo com seu tipo.

Para classificar as interfaces é necessário ir até a barra de opções no canto esquerdo e selecionar a opção Classificação de Interface.

Dentro dela haverá as interfaces de acordo com seus equipamentos, o tipo para ser especificado nessa classificação e também a opção Custo/Valor por Mbps na Interface a ser classificada.

Na parte de cima da tela você pode selecionar o equipamento para a busca dessas interfaces, selecionando-o na primeira opção e realizando a busca em Buscar Interfaces.

Indo até a segunda parte da tela, temos as interfaces para serem classificadas de acordo com seu tipo. Basta somente selecionar a interface desejada e a opção circulada no print abaixo, em tipo, e classificá-la de acordo.

Sendo os tipos os seguintes:

Após isso, para finalizar é necessário selecionar a opção Salvar e as interfaces já estarão classificadas.

Agora é possível visualizar seu tráfego na Dashboard principal na parte debaixo da tela, tais como PTT, Trânsito, CDN, e também selecionando o tipo de gráfico.

Terceiro passo

O terceiro é o cadastro e monitoramento dos prefixos.

Para ir até a tela onde pode realizar este procedimento basta, na barra de opções no canto esquerdo, selecionar a opção Prefixos.

Para cadastrar os prefixos você pode ir diretamente em Adicionar prefixos e informar o bloco de IP, ou pode também ir até Adicionar Prefixos via BGP e informar o ASN, onde serão gerados os prefixos automaticamente para cadastro.

Para monitorar um Prefixo, basta clicar no botão OFF no canto esquerdo para que passe a ficar como ON.

Quarto passo

O quarto passo é monitorar e cadastrar ASNs. Para isso basta ir até o canto esquerdo nas opções e selecionar ASN.

Dentro da tela de ASN você pode adicionar novos ASNs, fazendo com que os ASNs não nomeados do sistema recebam um nome, e também monitorar os ASNs que deseja analisar o tráfego mais precisamente.

Para cadastrar um ASN, basta clicar no botão Adicionar ASN.

Para monitorar um ASN, basta clicar no botão OFF no canto esquerdo e deixá-lo como ON.

Veja também o nosso vídeo tutorial:

Encontrou sua resposta?